Eduardo Lourenço, filho dilecto da Guarda

ng1852680

Eduardo Lourenço é uma figura incontornável na história do ensaísmo português. Também é um filho dilecto da Guarda, onde está localizada uma Biblioteca com o seu nome.

Embora tenha nascido  numa pequeno aldeia da Beira Interior, em Almeida, mudou-se em 1932 para a Guarda. Nesta cidade estudou no Colégio Militar,  antes de se licenciar em História na Universidade de Coimbra.

Falar de Eduardo Lourenço é evocar um percurso heterodoxo que sobreviveu ao Portugal salazarista –  o seu primeiro livro “Heterodoxia”, escrito em 1949 foi uma pedrada no charco ideológico do Estado Novo. Lourenço, aliás, caracterizava o regime como um aquário asfixiante, onde ninguém conseguia respirar ou ser livre.

Portugal é o grande tema que aborda obsessivamente. O Portugal encerrado no “Labirinto da saudade”, uma das suas obras maiores, e que vive com os fantasmas da sua memória histórica, à esquerda e à direita, a bloquearem o seu progresso e a limitarem a sua afirmação na Europa e no mundo.

Eduardo Lourenço é um príncipe do pensamento nacional, continuando uma linhagem de excelsos ensaístas como António Sérgio, Jaime Cortesão, Jorge de Sena, Óscar Lopes ou António José Saraiva. É um orgulhoso filho da Guarda e um beirão dos quatro costados, que nunca renegou as origens, um homem comprometido com o seu tempo e a sua terra.

Rui Marques

http://www.facebook.com/sotaques – Grandes figuras da cultura luso-brasileira !

#sotaques #Brasil #Portugal #RuiMarques #EduardoLourenço #Guarda

#sotaquesbrasilportugal

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s