A luta de  Portugal e no Brasil pelo dia do trabalhador

ia do trabalhador

Em 1889, a segunda internacional socialista reuniu-se, em Paris, e decidiu institucionalizar o dia 1 de Maio como o dia do trabalhador. A data foi escolhida para homenagear os trabalhadores norte-americanos da cidade de Chicago, que um ano antes se tinham manifestado pela redução do horário de trabalho a 8 horas, nesse mesmo dia.

Tanto no Brasil como em Portugal não foi fácil a implantação deste feriado. O presidente Artur Bernardes, em 1925, declarou-o feriado nacional, mas posteriormente, nos Governos de Getúlio Vargas e da Ditadura Militar, o 1 de Maio era apenas celebrado pelos movimentos afectos ao poder.

Apenas com o fim da Ditadura militar brasileira, em 1985, é que os brasileiros puderam comemorar plenamente esta efeméride, sem medo de represálias. Portugal também sofreu os efeitos de uma nociva Ditadura: o Estado Novo de António de Oliveira Salazar durou quarenta anos, foi a maior Ditadura fascista europeia, e só com a revolução de Abril é que se celebrou o 1 de Maio.

Por isso, por todo este combate pelo 1 de Maio, cheio de obstáculos e muita capacidade de resistência, convidamos os portugueses e brasileiros a sairem  à rua e comemorarem  esta data tão especial na nossa história.

Rui Marques

www.facebook.com/sotaques – Leia a história de Portugal e do Brasil aqui!

#sotaques #Brasil #Portugal #RuiMarques #1deMaio #sotaquesbrasilportugal

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s