Um patriota brasileiro com sangue português

AS02

A ligação de Agostinho da Silva ao Brasil foi absolutamente marcante no seu percurso biográfico. Durante mais de vinte anos – entre 1947 e 1969 – o intelectual português teve uma acção catalisadora em áreas do pensamento, do meio universitário e das múltiplas atividades culturais, fazendo do Brasil uma segunda pátria.

Não nos enganaremos se dissermos que Agostinho da Silva foi a personalidade portuguesa mais determinante no Brasil, durante o século XX. Determinante porque não se limitou à docência académica, preferindo ter um papel de grande dinamizador da cultura brasileira.

A sua influência na evolução do ensino universitário brasileiro é extraordinária. Esteve na génese de quatro Universidades brasileiras – as Universidades Federais de Brasília, de Goiás, de Paraíba e de Santa Catarina – bem como na criação de vários Centros de estudos e Cursos.

Tudo começou em 1947, quando veio viver para São Paulo, em ruptura com o Estado Novo de Salazar. Mais tarde mudou-se para a Serra da Itatiaia, onde viveu com a segunda mulher, Judith Cortesão – o matrimónio teve seis filhos – convivendo com o casal Dora e Vicente Ferreira da Silva e com os modernistas brasileiros.ags

Entre 1948 e 1952 vive e ensina no Rio de Janeiro. Curiosamente ensina disciplinas científicas como Entomologia, Parasitologia e Zoologia no Instituto Oswaldo Cruz, ao mesmo tempo que dá aulas na Faculdade Fluminense de Filosofia, e que colabora com outro ilustre exilado português, Jaime Cortesão, na investigação histórica sobre a figura de Alexandre de Gusmão.

Na década de cinquenta instala-se no Estado da Paraíba – em 1952 – ajudando a criar a Universidade Federal de Paraíba (João Pessoa) e leccionando História antiga e geografia física. Espírito irrequieto organiza, em conjunto com Jaime Cortesão a exposição sobre os 400 anos da fundação da cidade de São Paulo, em 1954.

Da Paraíba vai para Santa Catarina. Neste Estado brasileiro não só é um dos fundadores da Universidade Federal de Santa Catarina como desempenha funções como Diretor da Cultura do Estado, trabalhando na Direcção-geral do Ensino Superior do Ministério da Cultura.

AS03

Apesar desta actividade permanente, continua a escrever. Nesta década são publicadas obras como “Um Fernando Pessoa”, “Ensaio sobre uma teoria do Brasil” ou ” Reflexão à margem da Literatura portuguesa”.

A etapa seguinte deste nómada intelectual universal situa-se na Bahia. Junta-se em 1959  a Eduardo Lourenço – outra referência intelectual nacional -e  ensina Filosofia do Teatro , desenvolvendo um projecto que visa dar a conhecer o legado negro na cultura brasileira –  neste âmbito, funda o Centro de Estudos Afro-Orientais da Universidade Federal da Baía.

Na última década em que viveu no Brasil, Agostinho da Silva esteve ligado à fundação da Universidade de Brasília. Em 1962 foi um dos impulsionadores da criação do Centro de Estudos portugueses nesta Instituição brasileira.

Em 1963 viajou como bolseiro da Unesco e deu aulas em Tóquio. Conheceu também Macau, Timor e os Estados-Unidos.

Os últimos anos em solo brasileiro foram vividos entre a Cachoeira e Salvador da Bahia. Nesta cidade fundou o Centro de Estudos Paulo  Dias Adorno e idealizou o Museu do Atlântico Sul.

Estas são umas brevíssimas notas sobre a relação umbilical entre Agostinho da Silva e o Brasil. Muito mais haveria para contar sobre Agostinho da Silva.

Um patriota brasileiro com sangue português !

Paulo César

 

www.facebook.com/sotaques – A revista da nossa cultura !
‪#‎sotaques‬ ‪#‎Brasil‬ ‪#‎Portugal‬ ‪#‎sotaquesbrasilportugal‬ ‪#‎agostinhodasilva‬

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s