Cinco músicas da vida de Chico Buarque de Holanda

chico-buarque-mpb-culturaÉ um privilégio ouvir uma música de Chico Buarque. Mas é um exercício complexo escolher as melhores músicas deste mestre da música popular brasileira – fizemos esse esforço,  mas a qualidade do que ficou fora de uma lista restrita é imensa.

Antes de mais, por ordem de preferência, escolheríamos “ Construção”. Primeiro pela beleza do poema – um dos grandes poemas não só da canção como da Literatura brasileira. “ Construção” é um epitáfio sobre a vida de um homem e da sua resistência aos poderes estabelecidos, sobre os dilemas da sua existência, sendo  um testamento vital que evoca esse milagre quotidiano, tantas vezes negligenciado, que é estar vivo.

O que é mais extraordinário desta música,  é o facto de ter sido tocada em 1971. Numa altura em que Chico Buarque voltava de Itália, exilado por causa da Ditadura militar – “ Construção” foi considerada pela revista Rolling Stone como a maior música brasileira de todos os tempos.

Em segundo lugar, seleccionaríamos “ Eu te amo”. Extraordinária música de amor, criada em parceria com Tom Jobim, que evoca os sentimentos de confusão, dor e prazer que se interligam numa relação amorosa.

“ O que será, que será”  ocuparia o terceiro lugar. Canção sobre o destino, sobre aquilo em que nos transformamos ao longo do tempo.

Composta para o filme “ Dona Flor e os seus dois maridos”, que adaptou o romance de Jorge Amado. Curiosamente o próprio Chico declarou ao Jornal do Brasil    “acho que eu mesmo não sei o que existe por trás dessa letra e, se soubesse, não teria cabimento explicar.

No quarto lugar temos de colocar o Chico mais festivo. “ A banda a passar” é um clássico intemporal, apresentado no Festival da canção  Record de 1966, que venceu ex-aequo  com “ Disparada” de Geraldo Vandré, cantada por Jair Pereira, é uma crítica subtil à Ditadura militar e às suas bandas, enaltecendo a outra  banda – a poesia, a arte, a  liberdade – como sinónimo de resistência aos autoritarismos.

No quinto lugar, pelo seu simbolismo de  afinidade entre Brasil e Portugal, o nosso voto iria para “ Tanto Mar”. Música escrita por Chico,  surgiu em 1975 para saudar a Revolução dos Cravos – ainda hoje nos emocionamos ao ouvir esta sincera saudação do grande artista brasileiro aos valores de Abril.

Estas são apenas cinco das músicas da vida de Chico. E das nossas,  mas haveria tanto, tanto para escolher ….

Paulo César

www.faceboook.com/sotaques – Paixão por Chico Buarque

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s