Édipo como nunca o vimos !  

xxxx55

Isto é o teatro. Essa arte fugaz e mágica que permite jogar com as palavras, subverter o texto, recriá-lo, pensá-lo e transformá-lo em algo completamente diferente daquilo que é a leitura convencional.

“Édipo” é uma das maiores tragédias da história do teatro. Mas o texto de Sófocles tem, como qualquer texto, um potencial de releitura imenso: foi isso que vimos e ouvimos na brilhante recriação que a companhia Chapitô  apresentou, ontem à noite,  no âmbito do Fitei 2014.

No belíssimo espaço de arte que é o Mosteiro de São Bento da Vitória, o público ficou fascinado por um irreverente e original “ Édito”. Onde encontramos a ironia e o cómico da tragédia de um filho que mata o pai e casa com a mãe, e que se sente  prisioneiro  de uma situação absurda e caricata.

Os três atores em cena – Jorge Cruz, Marta Cerqueira e Tiago Viegas – não só mostraram dominar  a escola física e com um apurado trabalho circense do Chapitô, com uma  sucessão de acrobacias improváveis, como revelaram um tempo perfeito na combinação dos gestos e das palavras, dos silêncios e dos ruídos. Cómico e trágico, este “ Édipo” foi uma reinterpretação fresca e vibrante do clássico do grego Sófocles.

Este é o dom do grande teatro: pegar em qualquer texto, do mais clássico ao popular, e reescrevê-lo como se fosse uma nova obra moldada a partir do zero.

www.facebook.com/sotaques .

 

uso

R. Marques

#sotaques

#Brasil

#Portugal

#ruimarques

#teatro

#fitei2014

#chapitô

#édipo

 

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s