A (re)descoberta do imenso Brasil 

Brasil
Foi a 22 de Abril de 1500 que uma frota portuguesa, comandada pelo capitão –mor Pedro Álvares Cabral, e composta por treze embarcações e mais de mil homens aportou a Porto Seguro e a um imenso país chamado Brasil. Teoricamente, a viagem pretendia consolidar as rotas marítimas abertas por Vasco da Gama entre Portugal e a Índia – na prática, desconfia-se que Duarte Pacheco Pereira, navegante e cosmógrafo, negociante do Tratado de Tordesilhas, já conhecia as novas terras e teria comandado uma expedição a mando de D. Manuel I rumo a terras brasileiras.

Na obra “ Esmeraldo de situ “, relata essa viagem que se crê ter precedido a chegada de Pedro Álvares Cabral ao Brasil. Seja como for, a 22 de Abril as naus portuguesas chegam ao novo continente.

Nos dias seguintes, os seus tripulantes descem a terra e entram em contacto com as tribos índias dos tupinámbas – mais para o interior vivia a tribo dos aimorés. Pêro Vaz de Caminha, nascido no Porto em 1450, fixou para a história este momento na célebre carta enviada a D. Manuel I – homem de talento inquestionável tinha sido Vereador do Porto e fora nomeado feitor de Calecute, razão pela qual viajava na frota de Pedro Álvares Cabral.

A carta datada de 1 de Maio de 1500 descrevia o encontro entre culturas diferentes : “Ali veríeis galantes, pintados de preto e vermelho, e quartejados, assim pelos corpos como pelas pernas, que, certo, assim pareciam bem. Também andavam entre eles quatro ou cinco mulheres, novas, que assim nuas, não pareciam mal”. Foi levada ao rei por Gaspar de Lemos, comandante da frota de mantimentos para a Índia.

Conservou-se inédita por mais de dois séculos no Arquivo Nacional da Torre do Tombo, em Lisboa. Foi descoberta em 1773 por José de Seabra da Silva e publicada, pela primeira vez no Brasil, pelo padre Manuel Aires de Casal na sua Corografia Brasílica (1817).Em 2005 este documento foi inscrito no Programa Memória do Mundo da Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura.

A descoberta do Brasil é um instante de mútuo descobrimento e de encontro entre dois povos. Descobrimos no outro qualidades que desconhecíamos.
Foi o início de uma longa amizade luso-brasileira em que a língua foi a principal testemunha.
Viva o Brasil! Viva Portugal !

R. Marques

www.sotaques.pt – História e Memória

www.facebook.com/sotaques – Unimos o Brasil e Portugal

R. Marques

#sotaques
#Brasil
#Portugal
#Ruimarques
#História
#Brasil

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s