Comunicação com Sotaques

0002Entrevista com Bárbara Silva do Programa Burburinho 

Um Burburinho ouve-se nas ondas da rádio Manobras do Porto, há um ano. É o programa apresentado por Bárbara Silva, que vai à procura dos sons dos Bairros da cidade do Porto.
No primeiro aniversário do Programa, a Revista Sotaques foi falar com a mãe desta inquieta criança radiofónica. Leia esta entrevista com muitos Sotaques e Burburinhos à mistura.

P – Como nasceu o Burburinho ?

Bárbara Silva – Eu já fazia Rádio em Coimbra, e quando cheguei ao Porto conheci o Projecto da Rádio Manobras. Senti imediatamente uma atracção grande pelo conceito de fazer uma rádio comunitária, percorri os Bairros da cidade, ouvindo as pessoas, e tive a ideia de criar um Programa que desse voz às pessoas.

P – A Revista Sotaques fala da diversidade dos Sotaques. Quais são os Sotaques do Burburinho ? 

Bárbara Silva – São os Sotaques das pessoas da cidade, dos Bairros, dessa diversidade de sons que recolhemos e amplificamos através do Programa.

P – A Bárbara veio de Coimbra para viver no Porto. Como correu a sua adaptação à Invicta ? 

Bárbara Silva – Sinceramente não senti estranheza ao chegar ao Porto: já conhecia a cidade, estava familiarizada com a realidade que ia encontrar e, desde o início, gostei de ouvir as pessoas e de dar-lhes um espaço para se expressarem na Rádio.

P – Ao longo deste ano, há alguma experiência que a tenha marcado ? 

Bárbara Silva – Posso dizer que gostei de ir a todos os sítios, a todos os Bairros. Se tivesse de destacar uma experiência, provavelmente apontaria o Programa que fiz sobre o Bairro do Aleixo.
Vivi aquilo intensamente, porque na altura a Rádio não tinha um espaço próprio, e o Burburinho era feito nos Bairros. Também contei com a participação do Sociólogo João Queiroz e do cineasta Tiago Afonso – que estava a fazer um Documentário sobre o Aleixo – e impressionaram-me os testemunhos das pessoas incríveis que conheci, com um olhar muito crítico sobre a cidade.

P – Como surgiu a Rádio na vida da Bárbara ? 

Bárbara Silva – Como uma paixão. Há uma magia especial em ouvir alguém que não vemos, e imaginar como é que a pessoa é fisicamente – por exemplo, ouvia o Paulino Coelho e não tinha a ideia de como ele era na vida real.
Esse exercício de imaginação do ouvinte, torna a Rádio um meio diferente e especial. Vejo a Rádio como um éter delicioso, que cria um elo de ligação entre os apresentadores e os ouvintes.

P – Neste Dia de aniversário, que mensagem quer deixar aos leitores da Revista Sotaques Brasil/Portugal ? 

Bárbara Silva – Felicito a Revista Sotaques pela valorização da interculturalidade, da conexão entre o Brasil e Portugal.
Aos nossos amigos brasileiros, peço que estejam connosco, que ouçam a Rádio Manobras, porque vamos continuar a manobrar, a criar e a dar voz às pessoas do Porto.

www.sotaques.pt –  www.facebook.com/sotaques

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s