BRASIL – Miguel Torga

bandeira-do-brasil-1318544938 (1)
Pátria de imigração.

É num poema que te posso ter…

A terra – possessiva inspiração;

E os rios – como versos a correr.

Achada na longínqua meninice,

Perdida na perdida juventude,

Guardei-te como podia:

na doce quietude

Da força represada da poesia.

E assim consigo ver-te

Como te sinto:

Na doirada moldura de lembrança,

O retrato da pura imensidade

A que dei a possível semelhança

Com palavras e rimas de saudade.

Belíssimo poema de Miguel Torga, em que faz jus à união de países irmãos

www.facebook.com/sotaques

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s